Notícias

11.10.2011 | admin

Interessados ganham nova referência para o estudo da forense digital

¨Desvendando a computação forense¨ é o título do livro escrito pelos peritos Pedro Eleutério e Marcio Machado.

Para contribuir com a ainda incipiente bibliografia nacional sobre computação forense, os peritos Pedro Monteiro da Silva Eleutério e Márcio Pereira Machado acabam de lançar o livro ¨Desvendando a Computação Forense¨, disponível no site da Novatec Editora, com preço de capa de R$ 45. Conceitos, procedimentos e técnicas fundamentais para análise e perícia dos dispositivos digitais estão expostos no volume, que ainda aborda as fases executadas nos exames: preservação, coleta, análise e apresentação das evidências digitais com validade probatória em juízo.

¨Toda cena do crime deve ser preservada, inclusive no mundo digital: não se pode alterar nenhum bit do material que será analisado¨, disse o perito Pedro Eleutério durante apresentação no ICCyber. ¨Para a análise dos computadores utilizamos os mesmos pilares da perícia: materialidade, dinâmica e autoria de ilícitos da área de informática. As evidências encontradas devem ser transformadas em prova por meio de métodos científicos. Temos que seguir procedimentos que garantam a cadeia de custódia para que tenham validade jurídica¨, informou.

Perguntas e respostas

A obra aborda os conceitos básicos sobre computação forense, legislação, classificação dos crimes e esclarece dúvidas usuais dos peritos como: até quando e onde um HD deve ser examinado? O que deve ser relatado no laudo? É possível analisar o computador no local do crime? Como fazer a apreensão dos equipamentos?

¨Hoje em dia, o computador é muito importante para a investigação de qualquer tipo de crime. Os equipamentos eletrônicos podem ser apreendidos, desde que haja o mandado de busca e apreensão. O perito só tem contato com o material original na fase da preservação. Em seguida o material deve ser duplicado e a análise deve ser feita na cópia. Passada a duplicação, a evidência deve ser lacrada e guardada¨, explica Pedro.

¨Desvendando a computação forense¨ traz ainda técnicas e ferramentas disponíveis no mercado, entre elas, as que estão no portfólio da TechBiz Forense Digital, como EnCase e FTK. Soluções fundamentais para realizar o processamento do disco e recuperar todas as informações ali contidas, inclusive itens apagados e base de dados com senhas.

O exame de aparelhos celular merece um capítulo exclusivo no livro, bem como os crimes de pornografia infantojuvenil. ¨É um tema sensível, que também está em pauta. O número de pessoas presas pela Polícia Federal aumentou bastante com a alteração do Estatuto da Criança e do Adolescente, que passou a tipificar como crime a posse de material pornográfico¨, declarou Marcio Machado.

Share:

| More

Press agent

Roberta Maia - roberta.maia@techbiz.com.br
(21) 3736-7058/ (21) 98290-4653