Notícias Notícias

1.10.2012 | admin

Ferramenta para análise simultânea de múltiplos celulares é lançada no Brasil

Magnus Anseklev, da Micro Systemation, no ICCyber2012

Magnus Anseklev, da Micro Systemation, no ICCyber2012

Micro Systemation apresentou ao público do ICCyber 2012 sua novidade para a forense de dispositivos móveis, o XAMN, que apresenta conexões entre os conteúdos dos aparelhos, dados de geo-localização e possui linha do tempo.

A Micro Systemation, empresa fundada em 1984 na Suécia, com clientes em mais de 60 países – parceira da TechBiz Forense Digital no fornecimento de tecnologias para análise forense de celulares –, fez um lançamento inédito para a América Latina durante o ICCyber 2012, que ocorreu entre os dias 26 e 28 de setembro, em Brasília. Durante a palestra “Captura e Análise Forense em Dispositivos Móveis”, Magnus Anseklev, gerente de vendas da empresa para a América Latina, apresentou a uma plateia lotada o XAMN, uma nova ferramenta analítica para telefones e similares (smartphones, tablets, cartões de memória, SIM Card e GPS), capaz de visualizar arquivos de múltiplos dispositivos a partir de uma única interface.

“É uma grande evolução no mercado de forense digital, capaz de lidar com o grande volume de informações armazenadas nos aparelhos e comparar os dados encontrados entre celulares apreendidos em uma mesma operação. É importante lembrar que a maioria dos crimes atuais tem evidências armazenadas em dispositivos móveis”, disse Magnus Anseklev, no evento.

O XAMN permite que os usuários visualizem conexões entre vários aparelhos simultaneamente, apresenta dados de localização geográfica e fornece linhas do tempo, com hora, minutos e segundos em que ocorreu uma chamada. “Com esses dados em mãos o investigador pode associá-los ao contexto de um incidente ou crime”, pontua.

Gráficos mostram a quantidade de mensagens, contatos e ligações feitas por um determinado aparelho; tags permitem que o examinador sinalize a alguma informação importante; e basta um clique para visualizar graficamente todas as informações presentes em cada dispositivo analisado: o número de ligações realizadas, SMS enviados, checagem das chamadas entre os membros de uma mesma quadrilha. “A ferramenta também suporta a busca por informações. Uma varredura por palavras-chaves identifica um conteúdo específico nos aparelhos. E ‘watch lists’ podem ser feitas com nomes de criminosos, tipos de drogas etc., e depois compartilhadas entre investigadores e até entre polícias”, explica Anseklev, que completa: “Nosso trabalho é facilitar o trabalho dos nossos clientes, poupar-lhes tempo e, consequentemente, reduzir os custos de uma investigação.”

Atualmente, 90% dos usuários das tecnologias da Micro Systemation são da polícia, aproximadamente 5%, do exército e o restante, empresas privadas. A empresa já testou mais de 7.000 dispositivos individualmente e, assim que um aparelho é conectado ao XRY – plataforma de hardware e software para investigação de celulares da empresa –, uma tela já alerta o que a ferramenta é capaz de realizar naquele aparelho.

Até o final do ano, o XAMN estará disponível para a venda. No momento, o produto, que foi demonstrado no ICCyber, está em fase beta de desenvolvimento.

Leia mais sobre a participação da Micro Systemation no ICCyber 2012.

Share:

| More

Press agent

Roberta Maia - roberta.maia@techbiz.com.br
(21) 3736-7058/ (21) 98290-4653