Cases Sabotagem

Desligado há seis meses do trabalho, um ex-funcionário de uma companhia investigada pelo Instituto de Criminalística Afrânio Peixoto, do Departamento de Polícia Técnica do Estado da Bahia, decidiu atacar os servidores e sistemas de informática da empresa em que trabalhava. Ele sabotou o backup, redirecionando o software para uma unidade inexistente, em uma estratégia cuidadosamente planejada e executada por acesso remoto via RAS (Remote Access Service).

Devido à fragilidade da estrutura de TI e à falta de uma política de utilização dos recursos, a empresa não conseguiu obter os dados necessários para resgatar as suas atividades. A ação foi iniciada durante a madrugada e após os danos provocados, o autor excluiu meticulosamente todos os logs que poderiam comprovar o ilícito, incluindo os servidores de RAS, banco de dados, aplicações e, por fim, o servidor que realizava a bilhetagem do PABX da empresa.

“A utilização em campo das soluções comercializadas pela TechBiz Forense Digital foi fundamental e possibilitou a recuperação de quase todo material necessário. Na ânsia de restaurar os backups, os profissionais de TI da empresa sobrescreveram boa parte do material existente. Ainda assim, a restauração dos dados encontrados permitiu identificar o autor, sua estratégia e locais utilizados para o ataque, fechando de forma inequívoca o caso em questão”,  Marcelo A. Sampaio Lemos Costa – Diretor do Instituto de Criminalística Afrânio Peixoto Departamento de Polícia Técnica/SSP – BA