Cases De sequestros a furtos de dados

Crimes como sequestro de pessoas, fraudes financeiras, procedimentos indevidos ou mesmo furtos de dados praticados por funcionários de empresas fazem parte da rotina dos profissionais do Instituto Brasileiro de Peritos em Comércio Eletrônico e Telemática (IBP Brasil). Afinal, trata-se de um centro de referência na aplicação de metodologia forense computacional para a identificação de evidências e esclarecimento de ilícitos praticados via meios digitais. A tecnologia utilizada pelo IBP foi encomendada à TechBiz Forense Digital há cerca de dois anos e, desde então, tem sido decisiva na resolução dos casos.

O ferramental é útil desde as primeiras etapas do processo investigativo – que consiste em identificar os objetivos, planejar atividades, alocar recursos e estabelecer linha de custódia –, até a realização de tarefas mais complexas, como a busca em áreas específicas da estrutura de arquivos e áreas não alocadas. Com essa tecnologia é possível visualizar mensagens, textos e imagens que comprovam a realização dos ilícitos, mesmo que o suspeito tenha utilizado recursos sofisticados, como esteganografia (textos ocultos dentro de imagens) ou criptografia.

Com o ferramental comercializado pela TechBiz Forense Digital, o IBP já conseguiu desvendar mensagens que haviam sido trocadas entre membros da quadrilha de maneira cifrada; realizou exame de dados deletados ou perdidos, assim como exame das áreas não mais utilizadas do disco rígido.

Páginas de sites que tinham sido utilizadas no passado para cometer os ilícitos foram rapidamente localizadas e reconstruídas. Isso proporcionou um elevado valor probante, junto ao judiciário e aos administradores das empresas, devido à coleta de dados técnicos e à apresentação visual das mesmas telas que os fraudadores tinham à sua frente quando realizaram os atos indevidos. A cadeia de custódia avalizou os procedimentos realizados, pois os passos do investigador podiam ser reproduzidos caso existisse qualquer dúvida a respeito das provas periciais ou das conclusões obtidas.

“O ferramental comercializado pela TechBiz Forense Digital permite que diversos peritos examinem em paralelo as mesmas evidências, característica muito relevante quando um incidente precisa ser investigado em prazos muito curtos ou por equipes multidisciplinares. Ela também contribui fortemente para a resolução dos casos através da função de linha de tempo, que mostra graficamente as datas e horários nos quais houve criação, alteração ou mesmo eliminação de arquivos. Com isso é possível confrontar rapidamente a movimentação de milhares de arquivos com as datas e horas alegadas pelos suspeitos, nos permitindo confirmar se o que dizem é verdade”, Giuliano Giova – Presidente do IBP Brasil.